22 de abr de 2014

Um torpedo ...

Estou no aeroporto, e como não pode falar comigo, acho que vou me despedir por mensagem mesmo...

 Não  faço ideia do que se passa na sua cabeça, mas quero muito que saiba o que se passa na minha.

Eu sei que vou me apaixonar e amar outras pessoas, assim como já amei,talvez durante algum tempo entre paixões e amores eu consiga não pensar em você, mas o que eu quero que fique gravado em sua memória,  é que mesmo que nunca possamos namorar, ter filhos e acordar um do lado do outro, mesmo que eu não possa morder suas bochechas, cheirar seu pescoço e beijar sua boca, você sempre vai preencher um lugar em mim que  ninguém mais e capaz de preencher... Você me deu o que  ninguém mais vai poder dar " um primeiro amor".

 Espero que nossas vidas se encontrem e em algum momento, possamos nos olhar como  ontem cheios de paixão, medo e esperança, mas que nossa esperança de viver um amor consiga ser maior que o medo de tentar.

Eu me apaixonei há doze anos, por um menino e mesmo você já sendo um homem com família e tudo mais, eu olho para você e vejo o meu garoto, meu primeiro amor, a primeira pessoa que me fez pensar em sexo e que me fez pensar em namorar.

Eu estou triste pelo que não vivemos, mas estou muito grata pelo pouco que tivemos. Acho que não te agradeci por isso, então obrigada; Por ser alvo do sentimento mais puro que já fui capaz de sentir.

 Sei que não vai me responder, não faço ideia do que vai pensar ou sentir quando ler, mas quero que não se esqueça que... Eu amo você.

 Amo sentir nosso amor de criança, amo saber que quando nossos olhos se encontram, a inocência de nossa infância aparece nos devastando as emoções.  

Hoje eu quero acreditar que um dia ainda vamos nos encontrar e viver nossos planos de doze anos, nem que seja apenas em meus sonhos. Só por hoje eu vou me apegar essa ideia, para que assim eu possa ir embora sem medo de nunca mais ver você.

PS: Eu te amo independente do que aconteça comigo ou com você. Porque amor de primo não acaba nunca.



*Escrito na madrugada o dia 20 de fevereiro de 2014 

Nenhum comentário:

 




©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios